10 tendências da moda feminina 2018

Hoje o assunto é “lançamentos Good Mood” para as ladies.

Vamos falar de novidades, tendências e tudo relacionado ao que nós mais amamos: moda, moda e moda!

1 – Saias pretas: de diversos modelos e comprimentos, elas proporcionam elegância e conforto nos dias mais frios. Ideal para combinar com botas cano longo, dando um ar de “sexy sem ser vulgar” ao look.

2 – Touca: as queridinhas vieram para fazer nossa cabeças! E não se preocupe, pois esbanjar nas cores e combinações está permitido.

 

3 – Cardigan: praticidade e charme definem essa peça. O melhor de tudo é que podemos combina-la com uma calça jeans, uma saia e até mesmo uma legging.

 

4 – Twin Set: esse conjunto veio para atender dias frios e até aquele calorzinho surpresa de inverno. É perfeito para aqueles dias em que faz várias estações no mesmo dia. Com ele, você nunca estará despreparada.

 

5 – Xadrez: sempre ela, a estampa xadrez nunca perde seu reinado, desde um xadrez mais discreto, até aquele xadrez bem marcante.

 

6 – Colete: que tal combinar essa peça com uma bota de montaria, ou até mesmo com aquela calça de couro? Os coletes de pele, principalmente, dão um toque chique ao visual, além, é claro, de ser super quentinho e aconchegante.

 

7 – Gola boba: a manta cede um pouco de seu espaço para as golas! E não é que fica um amor? As blusas com gola boba são ótimas pois você tem aquele 2 em 1 clássico, em uma peça só. Também são ótimas pois seu tamanho se ajusta ao corpo perfeitamente, além das mangas que são um charme total.

 

8 – Casaco: já estava esquecendo dos casacos! Sim, eles continuam firmes e fortes, porém cada vez com mais detalhes e mais opções de cores e comprimentos.

 

9 – Capa: é só jogar por cima daquele look ousado e aproveitar o calor da capa, mais uma queridinha conhecida pela sua praticidade.

 

10 – Manta: já imaginou uma estação sem a presença da manta? Não né! O que mais gostamos da manta é a versatilidade para vesti-la, podendo simplesmente enrolar esta ao redor do pescoço ou até mesmo criar um nó bem charmoso.

 

Que tal conferir todas essas novidades e tendências na Good Mood?

 

Batas, a queridinha de todas as estações!

O verão chega e com ele vem aquela preocupação: Como manter o estilo sem passar calor?

A resposta é rápida, para isto existem as BATAS. Elas vieram para manter a elegância, com bom gosto e qualidade, combinando com outros looks e ao mesmo tempo trazendo um tecido adequado para os dias mais quentes. Sua versatilidade vai desde uma noite social até mesmo um dia na praia.

bata-feminina-manga-longa-floral-branca-frente

Os modelos de batas variam, desde as lisas, claras, discretas, estampadas entre outras.

Mas a dica que temos hoje é: por se tratar de uma peça mais solta, tente sempre combiná-la com outra peça mais justa para manter a elegância do look.

Jeans é coringa nessa combinação e com infinitas variações: Saias, shorts, calças, até  mesmo coletes fazem o maior sucesso. Na praia, jogando a bata em cima de seu biquíni ou maiô vira uma ótima saída de praia. Nesse caso, as florais sãos as queridinhas.

Bata feminina manga longa Lupim verde estampada

Bata Lupim manga longa floral azul

Bata Lupim manga longa floral preta

 

Para uma ocasião mais elegante, você pode combinar a bata com uma legging cirré ou até mesmo com peças de couro.

Bata Lupim manga longa rosa

Bata Lupim manga longa preta lisa

Bata Lupim manga longa azul

Os calçados podem ter total cara de verão. Sandálias mais abertas, rasteirinhas e até os tênis baixinhos e confortáveis tornam o seu look mais estiloso.

Para finalizar, não esqueça dos acessórios. Colares e cintos finos fazem a diferença no visual.

Bata Lupim manga longa rosa flora

Lembre-se sempre: você é o dono das combinações! A moda muda, mas o estilo fica.

Gostou? Veja estas e outras batas no site da Loja Good Mood.

7 tendências deste ano que dominaram meu armário

Minhas concepções passaram por uma metamorfose intensa, parece que minha visão ganhou um novo ângulo, consegui observar as coisas tóxicas e supérfluas que me contornava, enquanto tudo que precisava ser apreciado, passava despercebido. Debaixo do nosso nariz, está uma infinidade de possibilidades para fazer o bem, com coisas que estão ao nosso alcance, mas que na maioria das vezes, ignoramos. Meu armário sempre foi preenchido por peças que já não eram utilizadas, que por algum motivo foram compradas, e raramente usadas, se elas estivessem com outras pessoas, com certeza estariam sendo úteis. Desde que esse pensamento se fez, decidi adotar o armário capsula, que se resume em uma coleção limitada de peças que quando combinadas entre si, maximizam o número de composições originados a partir das roupas iniciais. Por conta do meu trabalho, não consigo diminuir completamente o número de peças do meu guarda-roupa, já que com elas, gero os conteúdos das minhas mídias. Algumas dessas roupas que se manteve no meu armário são tendências que foram compradas na intenção de elaborar fotos, mas que no fim, acabaram dominando meu coração.

Comprava tendências de uma forma compulsiva quando era mais nova, especialmente porque era comum ver essas peças em promoções, mas adquirir tantas peças que não se encaixavam no meu perfil, apenas por ver outras pessoas usando, me fez desistir dessas novidades. Não conseguia entender que esse tipo de produto é dono de uma referência valiosa, que é flexível e que pode se encaixar perfeitamente no seu estilo. Mesmo que essas tendências desapareçam com o tempo, suas referências são reconstruídas em novas peças e não somem nunca. São peças como essas que permaneceram no meu armário e que seguirão comigo nesta longa jornada de combinações.

destroyed foi uma tendência que conquistou coleções e que foi adaptado em diversas peças, desde os shorts, até as jaquetas e calças. Ele é responsável por combinações mais informais, leves e confortáveis, sem precisar de complementos, ela pode ser usada de inúmeras formas, se tornando coringa e inesquecível. Permanecendo no meu, no seu e no armário de muitas meninas que aderiram essa referência. Além dessa peça, me rendi as cores mais básicas, como o preto. Duas peças se infiltraram completamente nas minhas composições e se tornaram minhas queridinhas. As blusas da Mumo possuem recortes impecáveis, são atemporais, flexíveis e os preços são únicos. Impossível não querer usar essa blusa preta com t-u-d-o, não é?

Vestido preto é um clássico, ele não é uma tendência, ele é essencial no guarda-roupa de toda mulher. Na loja Good Mood você encontra vários modelos, como esse, que dominou meu coração. Com um tecido quentinho e um recorte lindo, ele valoriza o corpo feminino e pode ser usado em qualquer ocasião.

O mar, as conchas e em especial as caldas, brilhos e cabelos coloridos das sereias inspirou coleções de maquiagens, roupas, sapatos e acessórios. E se todo mundo se entregou, quem sou eu para ficar imune, não é mesmo? Ir para piscina e não levar meu biquíni inspirado nas escamas das sereias ficou impensável.

O que o sereismo tem de mítico, a tendência ombro a ombro tem de elegante. Peças com esse recorte valorizam ainda mais o corpo feminino, equilibrando as proporções do nosso corpo. Aderir somente uma peça com essa referência não foi suficiente, precisei comprar três, com cores, tecidos e formatos diferentes para me satisfazer. Ela não proporciona apenas elegância e graça para a composição, como consegue ser usada com qualquer outra peça: shorts, saias e calças.

Em meio as referências marcantes, está as peças estampadas, como meu corpo é triângulo invertido, invisto em calças e shorts que realcem minha silhueta. Seu armário tem várias peças básicas? Complemente todas elas com essa opção, normalmente as peças estampadas carregam toda a informação do look, precisando ser finalizada apenas com uma blusa ou regata básica. O mesmo acontece com as calças coloridas, que se tornaram minhas preferidas quando o assunto é usar uma t-shirt, sapatilha e calça. Elas tiram aquele ar sério e rotineiro da combinação, proporcionando leveza e alegria.

O estilo minimalista foi além do estilo de vida ou preferência estética, ele se tornou uma ferramenta que pode auxiliar todos aqueles que estejam dispostos a se livrar dos excessos em favor de se concentrarem no que é importante para encontrar a felicidade, realização pessoal e, principalmente, liberdade. Ele foi responsável também pela criação do armário capsula, que nos instiga a usar e investir somente no necessário. Pensando em tornar meu armário mais compacto, busquei por peças flexíveis, que se encaixavam em qualquer ocasião. Neste último mês, fui presenteada com um modelo de bolsa da Doux Belle, que fez todos os outros ficarem esquecidos. Fina, atraente e neutra, é impossível não se apaixonar pelas curvas modernas e alta qualidade do produto. Preenchendo qualquer combinação de uma forma impecável, até a combinação mais simples fica impecável com o uso dos acessórios certos, e disso, a Doux Belle sabe bem.

Me diz, qual tendência preencheu seu armário e seu coração este ano?

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

 

Este post apareceu primeiro no blog Minuto de Bobeira, de Kaila Garcia.

Qual o biquíni ideal para cada tipo de corpo?

Qual o biquíni ideal para cada tipo de corpo?

O verão chegou!

Temporada de muito sol, praia, badalação. Mas você não pode deixar de lado o seu look praia.

Todos sabemos que cada corpo tem um formato diferente e para isso há modelos de biquínis que combinam melhor com determinados tipos de corpos.

Você sabe qual combina mais com o seu?

 

Tipos de Corpo
Tipos de corpo
  1. Triângulo invertido: Ombros mais largos e quadris mais estreitos. A cintura tende a ser reta, as costas são largas e as pernas finas e alongadas.

O biquíni ideal:

Para equilibrar ombro e quadril, o modelo frente única é ideal, chamando mais atenção para os seios e menos para os ombros. É interessante também chamar mais atenção na parte de baixo, usando uma estampa mais chamativa ou modelos de lacinhos que dão mais volume ao quadril.

calcinha biquini floral azul frente

calcinha biquini floral frente

calcinha biquini frente unica branco frente

sutia biquini frente unica branco frente

  1. Pêra / triângulo: Neste tipo, os quadris são mais largos do que os ombros, e o busto, em geral, é menor. A maioria das mulheres com esse tipo de corpo, costumam ter os ombros estreitos, peitos de pequeno à médio, pernas grossas e cintura fina.

O biquíni ideal:

Os biquínis do tipo cortininha e o modelo meia taça (que dá a sensação de aumentar os ombros) são os ideais. É o oposto do triângulo invertido, portanto é melhor chamar mais atenção para a parte de cima e menos para a de baixo, usando estampas lisas, de cor única e modelos lisos e simples na parte de baixo.

calcinha biquini rosa frente

calcinha biquini tomara que caia preto frente

sutia biquini cortininha amarelo lacinho frente

sutia biquini meia taca floral azul frente

  1. Retângulo: O corpo tipo retângulo tem medidas de ombro, cintura e quadril iguais ou muito próximas. As formas costumam ser magras e com poucas curvas. As pernas são finas e quando se ganha peso, o excesso de distribui em todo corpo, de forma equilibrada.

O biquíni ideal:

Por haver menos curvas, peças que dão mais volume ao quadril são ideais, como os de babados, lacinhos e trançados. Peças inteiras, como os maiôs, também são bem-vindos. Pode abusar de estampas cores e babados.

calcinha biquini cortininha amarelo frente

calcinha biquini cos largo rosa frente

  1. Ampulheta / violão: as proporções de largura nos ombros e quadril são bem equilibradas e a cintura é bem acentuada. É, sem dúvidas, o tipo de corpo mais desejado entre as mulheres.

O biquíni ideal:

Por ser um tipo de corpo padrão de beleza, todos os tipos de biquínis favorecem, porém, algumas vezes, abusar de mais pode parecer um pouco vulgar. Se você não quer arriscar, prefira peças clássicas, e modelos básicos com cores neutras.

sutia biquini ciganinha rosa frente

sutia biquini floral frente com alcassutia biquini tomara que caia preto frente

sutia biquini rosa frente

  1. Oval: Esse tipo em geral é o das mulheres plus size , que normalmente possuem cintura e busto mais avolumados, costas arredondadas, pescoço curto, pernas fartas.

O biquíni ideal:

Calcinhas com cós largo e não muito baixas. Para a parte de cima, deve haver sustentação, os meia-taça com alças mais largas são ideais. Biquínis também são bem-vindos, conferindo muito charme e conforto ao look.

calcinha biquini plus size floral azul frente

sutia biquini plus size floral azul frente

calcinha biquini plus size rosa frente

sutia biquini plus size rosa frente

maio plus size preto frente

Camisa para mulheres: como surgiu?

Nós da Loja Good Mood somos muito curiosos e procuramos sempre aprender, descobrir e, principalmente, trazer para vocês informações interessantes.

O assunto da vez é a camisa social feminina. Você sabe como surgiu?

Sempre acreditei ser um artigo unanimemente masculina, mas já faz algum tempo que ela invadiu o guarda-roupas feminino.

Primeiramente, vamos falar da origem da camisa no geral.

Camisa social feminina evolução

A camisa como conhecemos, passou a ter esse formato a partir do século 19, por volta de 1853. As camisas eram usadas pela nobreza masculina, existindo somente na cor branca com colarinho alto e sem dobras. Alguns continham detalhes, como os punhos e colarinhos rendados, o que foi descontinuado por volta da mesma época. Antes da Primeira Guerra Mundial, o punho duplo foi inserido no desenho da camisa.

Com o surgimento do tailleur em 1880 que as mulheres começaram a desfrutar das camisas brancas e a exibi-las. Esse traje foi concebido para vestir governantas, datilógrafas e balconistas: as mulheres trabalhadoras tinham a necessidade de roupas mais funcionais.

A partir da década de 1930, as camisas começaram a fazer parte também do vestuário feminino, quando a famosíssima estilista Coco Chanel (como era conhecida) trouxe peças do universo masculino para o universo feminino, com recortes feministas.

Nos anos de 1950, após a Segunda Guerra Mundial e a entrada das mulheres no mercado de trabalho, a camisa ganha ainda mais espaço e se torna uma peça básica.

De lá pra cá, a camisa social caiu no gosto de todos, seja homem ou mulher, cada um no seu estilo. Houveram algumas adaptações e modificações ao longo do tempo, porém a peça nunca perdeu a sua classe, sendo uma peça coringa em qualquer guarda-roupas.

Você pode usar e abusar das cores, da quantidade de botões, usar social, despojado… enfim, a camisa nunca sai de moda! É uma moda que nunca sai de moda.

Camisa feminina manga longa rosa com bolinhas pretas
R$ 119,90
camisa-social-feminina-azul-botoes-diversos-frente-cintura
R$ 119,90
Camisa branca círculo verde
R$ 89,90
Camisa Lupim rosa brilhante
R$ 109,90
camisa-feminina-manga-longa-floral-verde-e-preto-braco-cruzado
R$ 89,90
camisa-feminina-manga-curta-rosa-claro-frente-braco
R$ 99,90
camisa-feminina-manga-longa-vermelha-com-bolinhas-brancas-frente
R$ 99,90
camisa-feminina-listras-verde-e-branco-duas-cintura-direita
R$ 99,90
camisa-feminina-manga-longa-branca-com-bolinhas-pretas-frente
R$ 99,90
camisa-feminina-manga-curta-rosa-frente-cintura-lado
R$ 79,90

Referências:

https://blog.costurebem.net/2012/04/a-evolucao-das-camisas/

http://www.ciadosbotoes.com.br/fashion-news/historia-da-camisaria-e-sua-evolucao

https://senhorasnamoda.wordpress.com/2012/03/05/camisas-brancas/

 

Outubro Rosa

Não é somente sobre um mês ou uma cor. Ou somente lembrar da importância dessa causa somente em um mês específico do ano. É sobre reforçar a ideia e ter a consciência no cotidiano das mulheres.

Mas afinal, por que é chamado Outubro Rosa? Você sabe?

O site outubrorosa.org.br traz informações completas sobre este movimento.

banner-outubro-rosa

História

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama.

A história do Outubro Rosa remonta à última década do século 20, quando o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990 e, desde então, promovida anualmente na cidade (www.komen.org).

laco-cor-de-rosa

Em 1997, entidades das cidades de Yuba e Lodi nos Estados Unidos, começaram efetivamente a comemorar e fomentar ações voltadas a prevenção do câncer de mama, denominando como Outubro Rosa. Todas ações eram e são até hoje direcionadas a conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce. Para sensibilizar a população inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosas, principalmente nos locais públicos, depois surgiram outras ações como corridas, desfile de modas com sobreviventes (de câncer de mama), partidas de boliche e etc. (www.pink-october.org).

A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc. surgiu posteriormente, e não há uma informação oficial, de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação. O importante é que foi uma forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e que, principalmente, pudesse ser replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente.

iluminacao-monumentos-outubro-rosa
Fonte: http://outubrorosa.org.br/

A popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos em em torno de tão nobre causa. Isso faz que a iluminação em rosa assuma importante papel, pois tornou-se uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo.

 

Fonte: http://outubrorosa.org.br/historia/

Quer colaborar?

Envie fotos, artigos e sugestões para o e-mail

contato@outubrorosa.org.br